Caneta e Papel

(com qualquer ou nenhuma inspiração.)

Tenho aprendido a não supervalorizar as pessoas. Aprendido a ver melhor os lugares onde pouso minha dedicação. Sabendo que a facilidade para decepções me acompanha, tenho tentado me manter menos crédula, menos apaixonada, menos dedicada. É bem difícil, pra falar a verdade, parece que já vim com esse dispositivo de fábrica. Muito difícil ignorar, pouco que seja, as pessoas/coisas/situações que me causem alguma afeição, que demandem alguma importância.

divisions_by_mattaura

Vez ou outra me deparo com a situação de estar me esforçando além do necessário. O sabor de descobrir isso não é agradável. Seja no trabalho, nas relações amorosas, na família, com amizades, no que for esqueço de ser mais egoísta. Egoísmo, em pequena dose, é necessário na vida. Doar sem receber, fazer sem ter reconhecimento, valorizar e ser esquecido são situações a que nos acomodamos, não uma regra a que devemos nos submeter.

Entra aí aquele historinha de se amar primeiro. De levar a si mesmo em consideração antes de tudo. De saber até que ponto é benéfico valorizar algo ou alguém.

Um comentário sobre “Aprendendo.

  1. emela disse:

    estou relapsa como leitora, mas aqui estou.
    copiei uma frase do seu texto amiga.
    beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: