Caneta e Papel

(com qualquer ou nenhuma inspiração.)

Li em algum lugar que os dias que antecedem nossa data natal são de pura reflexão. Não sei qual o fundamento disso, mas sei que comigo é exatamente o que ocorre. Fico introspecta, tantos pensamentos, tantas lembranças, tantos fatos remoídos que me perco dentro de mim mesma. É algo inexplicável, como se fizesse um balancete …

Continue lendo

Tirando a vitória do Fernando, o domingo foi morgado. E tudo por culpa de uma noite virtualmente mal dormida. Passei quase o início inteiro da madrugada com os pensamentos enrolados. Tão densos que me fizeram acordar com sensação de corpo dolorido. Não lembro quantos sonhos tive, se é que sonhei. Só sei que não me …

Continue lendo

Tenho uma certa dificuldade de decifrar minhas intuições. Geralmente, compreendo totalmente o oposto do que realmente representam. Levo um tempão até a intuição se concretrizar pra daí, sim, entender. Ou, então, deixo no piloto automático e vou tentando compreender meu ‘translator tabajara’. As vezes, como hoje, a intuição se realiza tal e qual a percebi. …

Continue lendo

O horóscopo de sexta-feira dizia que ando numa maré de sorte e que preciso aproveitar. O importante seria se eu acreditasse nisso. Até porque não sei que sorte é essa que me traz duas situações ruins no mesmo dia. Se era isto a que se referiam no áudio, passo a bola. Afinal, quero minha mãe …

Continue lendo

Ontem comecei minha maratona até a posse no novo trabalho. Juro que fiquei cansada só de ler a quantidade de documentos exigidos e ao fazer as contas de quanto tempo tenho pra entregar os exames. Mas é claro que tô falando a toa, afinal ontem durante meu entusiasmo já imaginava que não seria fácil.. lógico! …

Continue lendo