Caneta e Papel

(com qualquer ou nenhuma inspiração.)

/ That you be you be here looking like you do/

..

Fixei meu olhar no vazio e remontei toda aquela cena. Parte por parte, como se sentisse o mesmo passar dos segundos. O ambiente, as estrelinhas no meio tarde, a chuva que caia e a sensação de frio que sumia, revi tudo. Até aquela régua na janela.

Era a terceira vez que encarava aquele olhar que não desviava, aquelas covinhas instantâneas, o jeitinho de moleque, a atitude de homem e um cavanhaque novo – humm, é a minha saudade em slow motion!

Mas não lembro por querer, sabia? É tudo culpa dessa ausência misturada a vontade que quer ser preenchida. Tenho até tentado fugir: não quero mais confusão de sentimentos. Quero apenas sentir coisas tão boas quanto as impressas no meu olhar. Você que é bom na minha lembrança, que se faz bom em mim.

É tão irônico ter que dizer não para o que se quer. Querer o que se acha que não pode ter. É estranho tapar os ouvidos para o que diz o instinto, mesmo querendo ouvir em alto e bom som o que se sabe ser verdadeiro e presente. Verdadeiro como cada beijo acariciando o rosto. Presente como cada um desses segundos nos momentos em que eu e você fomos nós.

..

/ ..Baby, are you ready?/

Fecha aspas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: